domingo, 16 de junho de 2013

Sou casada mas dei o cuzinho para o feirante lindo

Sou bem novinha, lourinha, mas já sou casada. Tenho muito fogo e meu
marido não gosta muito de trepar, mas como gosto dele não o deixo..
Além disso ele me dá vida boa, que é o mais importante, né..
Como cornos não doem se o cornudinho não souber... eu faço tudo no
maior sigilo...
.
Eu malho diariamente numa academia aqui perto que nas 6as. feiras tem
uma feira na praça. Após a malhação eu tomo um cafezinho com as
amigas lá no bar da academia, e sempre rola papo sobre quem são os
caras e professores mais tesudos da academia.   Outro dia as meninas
falaram que na feira de 6a.feira tem uma barraquinha de pastel com caldo
de cana fantástico, mas o mais legal era a barraquinha do florista quase
colada à do pastel. Elas falaram que tinha um mulato muito tesudo e
muito simpático. Todas elas disseram que se não fossem comprometidas
dariam para o tal florista.
.
Naquele dia em especial eu estava com a xana em brasa depois de várias
siriricas que eu tinha tocado de manhã porque meu marido não quis nem
me fazer uma festinha matinal e foi direto pro trabalho. Resolvi então ir
na surdina comer um pastel e tomar um caldo de cana, naturalmente
botando por água a baixo todo meu esforço de malhação naquele dia.
.
Enquanto comia um maravilhoso pastel de queijo, notei que o tal do
Florista mulato era realmente uma beleza, com um peito forte, barriga de
tanquinho, e pernas de jogador de futebol (Estava de bermuda). Agora..
como eu faria para convidá-lo para um nheco-nheco... ?
.
Ah.. tinha que ser direta e reta, senão ia perder a oportunidade e aí só na
próxima 6ª.feira e sei lá o que podia acontecer inbetween.
Cheguei perto da banca de flores como quem não quer nada e nem olhei
pra ele. Fui examinando as flores, e ele então veio falando com uma voz
macia.
.
- Bom dia abençoada... !
- Abençoada ? Por que ?
- Porque a senhora é linda de doer e foi abençoada por Deus com tanta
beleza..
.
Fiquei sem graça com o elogio e ruborizei (pode ?)
.
- Que isso dona.. Fica assim não..
- Diga uma coisa.. O senhor leva flores em casa se eu comprar ?
- Posso levar, mas pór que ?
- É que eu ainda vou passar em outros lugares e não gostaria de sair
   carregando este arranjo bonito que o senhor tem aí pelo meio da rua.
- Claro Dona. O que que uma abençoada não me pede chorando que
   eu não faço sorrindo...
- Então às 11 tá bom ?
- Tá.. me dê aí o endererço da fada...
- Ah virei fada agora é ? rsrsrs.. Aqui está meu cartão.. 11 horas heim !
- Sem falta Madame...
.
Fui voando pra casa tomar um banho, me perfumei toda e vesti uma mini
camisola transparente com calcinha enterrada no rego e sem soutien.
Eu parecia uma adolescente de tanto tesão contido....
No que ele chegou com as flores, convidei-o a entrar e tomar um café.
Ele se assustou com o modo como eu estava vestida..
.
- Oh Madame.. Que lindura de roupa que a abençoada tá vestida...
- Pois é... Me preparei para o macho que me chamou de abençoada.
Tenho o maior tesão em você meu príncipe de chocolate..
- Eita... que agora peguei de frente uma mulher que também sabe
falar bonito... Nunca ninguém me chamou de Príncipe de Chocolate
O que que um príncipe pode fazer por essa princezinha ?
- Que tal comer um cuzinho...
- Mas a senhora é direta mesmo, né ?
- Pois é.. Tô meio sem tempo pra namoricos e com um tesão danado
e precisando de uma mangueira bem enterrada no meu furingo.
- Então vamos lá... Deita no sofá e levante as pernas que eu gosto de
comer cu no frango assado....
.
Jisus mi chicoteia... Que pau gostoso tem esse cara... Levei no rabo
como gente grande.. Doeu pra cacete no início pois ele nem me deixou
buscar meu creme Ponds. Foi direto no cuspe e forçou a chapeleta na
minha olhota virgenzinha... Pelo menos consegui que antes ela
colocasse uma camisinha. Logo logo acostumei o cu e deixei ele tascar
pica como queria...   Gozei dimais... Como é bom uma pica comprida e
grossa no rabo.. Ah se meu maridinho corninho gostasse de bumbum...
.
Depois da festinha, dei um trocadinho junto com o pagamento pelas
flores, e despachei o furante, prometendo outras compras com delivery.
.
Quando meu marido chegou em casa notou as flores e fez um comentário
perguntando onde tinha comprado.   Eu disse que foi na feira pra ajudar
um pretinho pobrezinho... E ele disse que estava orgulhoso de ver que eu
ajudava os pobres.   O orgulho dele deviam ser os dois chifrinhos que
agora estavam crescendo na testinha dele...

Nenhum comentário:

Postar um comentário